Me Siga

O tufão Colorado

Júlio Martins

Publicado

Não é de hoje que sustento que Tite é um grande treinador, e quem me conhece sabe que defendo isso muito antes dos bons momentos vividos pelo Colorado sob o comando do "Seu Adenor". Claro que prefiro muito mais o lado estudioso, inteligente e prático do Tite à versão "filósofo de vestiário", mas isso nem vem ao caso. O termo "tufão" se refere, principalmente à retomado dos resultados elásticos conquistados recentemente e que reportam à belíssima campanha do primeiro semestre, principalmente em se tratando de Gauchão. E olha que os adversários da vez não são "babas" como alguns até defenderam à época. Foram 7 gols em dois jogos, 4 diante do vice-líder e 3 diante de um frequentador assíduo do G4. Nada demais também com o bom elenco que o Inter possui. Pelo contrário. A volta dos bons resultados e da regularidade veio justamente no momento em que Tite teve que apelar para jogadores que quase não vinham sendo usados e até para jogadores que ainda não estão nas melhores condições físicas. Isso é sinal de mobilização. Sinal de que todos têm o mesmo objetivo e, mais do que isso, sinal de que a direção Colorada acertou desde o início na montagem da equipe. Uma vitória domingo, longe de casa, diante de um Avaí de campanha surpreendente mostrará que a regularidade voltou e, como os números mostram, o Inter é de novo candidatíssimo ao título do Brasileirão. Acredito que "tufão Colorado" voltou. Se é apenas uma ventania, só o tempo e os resultados dirão.

Foto: Jefferson Botega

Destaques

© 2020 - Júlio Martins