Me Siga

Tempos de correria

Júlio Martins

Publicado

Segunda-feira corrida, mas bastante produtiva e divertida. Basicamente por estes motivos que não passei por aqui mais cedo, nem cumpri com as promessas de ontem. Nem havia muito pra se falar mesmo. Ontem assisti e narrei um Grenal sem graça, que teve como único resquício de emoção uma falha monumental do goleiro Victor. Falha monumental devido ao status que o goleiro gremista ganhou com atuações impecáveis em dois anos de clube. Feliz ou infelizmente, Victor vai ter que carregar essa marca. Ele, que já havia feito a torcida tricolor esquecer um de seus maiores ídolos, Danrlei, falhou justo no jogo que costumava consagrar seu antecessor. Nada que abale a vida do cara. Do lado vermelho, nada de criatividade. Nada diferente do que vem sendo produzido desde a chegada do Mário Sérgio. Bom para o Inter, que volta à briga pelo título. O problema do Inter agora é o mesmo de alguns meses atrás, quando Tite ainda ocupava a casamata: REGULARIDADE. Precisa fazer a sequência que desde a segunda metade do primeiro turno não consegue. Além disso, vai ter que torcer para que o Grêmio não faça "corpo mole" diante de adversários diretos do arquirrival (primeira vez que escrevo esta palavra desde as mudanças ortográficas). "Aqui se faz, aqui se paga", diriam o gremistas mais fanáticos.

Sobre o futsal. Amanhã teremos um jogaço em Carlos Barbosa. Acredito e torço muito em ACBF na decisão. No fim de semana, aí pelo Gauchão, tem Santiago x AFF, em Santiago, pelas quartas da competição gaúcha. Tô apostando que o time do Sandro vai aprontar pra cima da poderosa AFF lá em Santiago. No jogo de volta seria só superação em busca da conquista da vaga na semifinal. Se ficar pelo caminho, sem stress, o time de Santiago, pelas reformulações que fez, já cumpriu seu papel que é de sempre estar entre os grandes do futsal gaúcho. Palmas para a turma que batalha pela manutenção do esporte em terra de gente que não entende direito o que é gostar do que se faz. Abraço a todos. Eu volto amanhã...

Destaques

© 2020 - Júlio Martins