Me Siga

A Obra que acabou comigo!

Júlio Martins

Publicado

Quem já leu “Fuga da Lula” de M. Cassol? As excitantes páginas da autora foram recentemente lançadas no Brasil pela Editora Oliveira Books, na Livraria: Bamboletras. Meus queridos, preparem-se para transbordar num mar de profundezas imersos na biodiversidade que muitos nunca pressentiram. Eu gosto da leitura quando as palavras são ditas sem pesar nossos olhos durante a narrativa, torna o ambiente ainda mais à luz de velas, como se as letras encaixassem a causa e consequência dos nossos desejos. Quem ler Fuga da Lula vai entender minhas fugas da leitura para seguir a outras preliminares da vida natural... Uma delas foi continuar um capítulo mega, mega, mega inspirador que me rendeu um bocado de crônicas e histórias soltas. Poxa! Vocês tem que conhecer Jackie, Danny... Todos! Todas sugaram minha inspiração e eu estou sem forças para falar mais detalhes. Ok, vamos lá... Ah!! Ainda bem que não precisamos de grandes seivas para seguir. Foi lá, então:   Crônica de hoje: A Obra que acabou comigo! Depois que M. CASSOL escreveu sobre os carinhos que Jackie fazia em Pippa com a pena... Que tudo estava tão lentamente... Que Pippa não aguentava mais... Aí eu resolvi continuar a ficção com a personagem Catarina. Catarina tomou banho e colocou seu inebriante perfume. Alguns goles de energético e outras boletas para aguentar as doze horas do Festival de Música Eletrônica, no qual dividiria os Decks com a DJecky. Catarina estava inquieta, ansiosa, suas mãos trêmulas estavam preocupando sua apresentação nas mixagens. Nunca havia dividido a cena principal com a DJecky. A última vez que tinha encontrado a arrebatadora DJ, havia sido no lançamento do livro da Michael. No evento, nenhuma estava a trabalho, apenas prestigiando o livro da querida Miche e aproveitando o efeito espumante para trocarem olhadinhas. As luzes se apagaram, as DJ’s subiram ao palco, a plateia entrou em êxtase. Todos aguardavam ansiosos o B2B principal do evento. Catarina deu play na primeira Track e começou o cenário de efeitos especiais:  sistemas de lighting operator, cilindros de CO2, serpentinas coloridas, pontos de silver jet na cor prata, inúmeros comet na cor ouro e vermelho, e outros artigos pirotécnicos que seriam usados durante a performance das DJ’s. DJecky olhou sorrindo para o rosto da Catarina e tentando competir com a intensidade do som, vozeou suave: _ Que belíssima Intro, Cata! Estou arrepiada. Vamos arrasar essa noite!! _ Essa noite promete, DJecky. Sou tua... Sou tua fã! ... Faltando uma track para a finalização do maravilhoso Set, DJecky com olhos baixos e quase sem ânimo: - Catarina, passei um dos melhores Sets ao seu lado. Senti um conforto mixar junto aos teus amáveis dedos. Confesso que estou triste nesses últimos sete minutos que nos impedem de continuar. - DJecky, pare com isso. A vida não termina no pause. Onde será a próxima apresentação da super DJecky? - No Le Negresco, 37 Prom. des Anglais, 06000 Nice, França. Estou com receio de perguntar sobre o teu próximo show. - No 23° Stereosonic, em Sydney. ... Continua! Próxima sexta! ... Querem saber TUDO sobre as personagens do inspirador Romance ‘Fuga da Lula’ de M. CASSOL? Cheguem na Casa da Oliveira Books, vamos tomar um café. Rua Almirante Saldanha da Gama, de números bobos 6   0    1. Ou... Ou... Escreva para oliveiracasaeditorial@gmail.com.      

Destaques

© 2020 - Júlio Martins