Me Siga

Almanaque: dia 8 de julho na história

Publicado

Fatos e curiosidades que marcaram o dia 8 de julho.

1999 – Morreu o poeta gaúcho Jayme Caetano Braun. “El Payador” nasceu em São Luiz Gonzaga, na Região das Missões. Muitos de seus poemas viraram livros. O primeiro, Galpão de Estância, foi publicado há 60 anos e trazia versos de temática campeira, dedicados a objetos do universo do homem da Campanha: relhos, chilenas, laços e carretas. Entre as estrofes mais declamadas pelos poetas regionalistas do país inteiro destacam-se Tio Anastácio, Bochincho e Galo de Rinha.

– Dia do Padeiro
– Dia Nacional da Ciência

1918 – O escritor Ernest Hemingway é ferido na frente austro-húngara da Primeira Guerra Mundial. Suas memórias de guerra resultaram no livro Adeus às Armas.

1920 – O revolucionário mexicano Pancho Villa se rendeu ao governo do país. Passou a receber uma aposentadoria vitalícia e foi viver em um rancho no interior.

1921 – Nasceu o sociólogo francês Edgar Morin.

1947 – Nasceu o cantor Moraes Moreira, autor das músicas Lá Vem o Brasil Descendo a Ladeira e Preta, Pretinha.

2014 – A maior derrota da história do futebol brasileiro. Jogando no Mineirão, o Brasil perdeu por 7 a 1 para a Alemanha. A partida era válida pela semifinal da Copa do Mundo. O time sofreu quatro gols em seis minutos. A partida também marcou o recorde do atacante Klose, que se transformou no maior goleador da história dos mundiais. Ele fez seu 16º gol, superando o brasileiro Ronaldo.

Destaques

© 2019 - Júlio Martins