Me Siga

Não importa como, abrace!

Júlio Martins

Publicado

22 de maio é o Dia do Abraço. O primeiro depois que o mundo recebeu a indigesta visita do novo coronavírus (essa tal de covid-19). A orientação é para evitarmos aperto de mão e outros tipos de contato, incluindo aquele abraço caloroso que estamos carentes de dar e receber.

Mas o que importa? Vamos abraçar do jeito que for possível. Abraçar virtualmente, enviar emojis, áudio com um "sinta-se abraçado(a)", enfim, o que vale é a intenção, afinal de contas quando estamos longe das pessoas que amamos é assim que abraçamos.

Não importa o tamanho do abraço, não importa a distância que te separa de quem você ama, se o vírus está no ar e nos impede de praticá-lo. Não tem problema, seu vírus, hoje a gente abraça dessa forma, mas assim que o senhor nos deixar viver a vida normalmente a gente compensa com muitos abraços reais.

Destaques

© 2020 - Júlio Martins