É assim que se pune “torcedor” marginal

É assim que se pune “torcedor” marginal

Enquanto no Brasil quem comete algum tipo de violência no estádio de futebol ou arredores recebe em troca um ingresso para voltar no jogo seguinte, em países onde a coisa é realmente levada a sério a punição é rigorosa, como mostra o relato desse caso, de 2019.

Na Inglaterra, por exemplo, o torcedor Paul Mitchell, de 27 anos, foi condenado a 14 semanas de detenção após agredir o jogador Jack Grealish durante o clássico Birmingham x Aston Villa, pela segunda divisão inglesa, a Championship. O fã do Birmingham foi julgado, se declarou culpado de invasão de campo e agressão física no tribunal.

Ele ainda foi proibido por 10 anos de acompanhar um jogo de futebol no estádio em todo o Reino Unido, e terá que pagar 100 libras (R$ 503,27) a Jack Grealish, além de uma multa de 150 libras (R$ 754,91).

Mitchell também foi banido pelo time de coração, e não poderá nunca mais ir ao estádio St Andrew’s.

Entenderam? É assim que deve ser. Agir com rigor e afastar gente que sai de casa pra cometer barbáries e estragar um espetáculo tão bonito que é o jogo de futebol e tudo que envolve a bola rolando dentro das quatro linhas.

Leave a Reply