NÃO À VACINA: Astro do tênis aceita sacrificar títulos para não se vacinar

NÃO À VACINA: Astro do tênis aceita sacrificar títulos para não se vacinar

O sérvio Novak Djokovic, astro do tênis, um mês após ser deportado da Austrália por não ter se imunizado contra a Covid-19, declarou que se possível sacrificará possíveis títulos para não se vacinar. Segundo ele, a liberdade de escolha é algo que ele apoia e, diz não ser contra a vacina e muito menos parte do movimento “anti-vacina”.

O sérvio afirmou ainda que sempre estudou sobre coisas que ingeria ao seu corpo, tomando todos os cuidados possíveis, desde suplementos, comida, água ou bebidas esportivas. Com base nas informações que captou, ele decidiu não se vacinar contra a doença. Confira os trechos do que disse Djokovic:

Este é o preço que estou disposto a pagar. (…) Nunca fui contra a vacinação, mas sempre apoiei a liberdade de escolha do que você coloca no seu corpo.

O caso mais recente no esporte de não ter tomado a vacina, é do meia Joshua Kimmich, do Bayern de Munique. Entretanto, o jogador alemão decidiu se imunizar após contrair o vírus. Kimmich também apresentou um quadro de problemas pulmonares causados pela Covid-19.

Leave a Reply