Opinião: o racha no PTB gaúcho e a saída de Lara

Opinião: o racha no PTB gaúcho e a saída de Lara

Após destituir o comandante do PTB no Rio Grande do Sul, Roberto Jefferson nomeia o ex-deputado Edir Oliveira para presidir o PTB gaúcho.

Na política tudo muda muito rápido e os acordos geralmente duram até haver a discórdia na hora dos interesses pessoais. Sim, isso mesmo, interesses das pessoas vêm geralmente na frente da sigla partidária.

Foi exatamente isso que aconteceu no PTB gaúcho, onde o Deputado Estadual Luís Augusto Lara foi destituído da presidência por não concordar com o posicionamento do ex-deputado Roberto Jefferson.

Roberto Jefferson, para quem não lembra, foi quem abriu a caixa preta para o Juiz Mouro no episódio Mensalão e que todos nós sabemos o final da história “terminou em pizza”. E isso aí vai terminar em pizza?

É difícil entender os “acordos políticos” porque todos eles são em benefício de alguém menos dos cidadãos ou do povo, como vocês acharem melhor.

Mas por que estou entrando nesse assunto hoje? É simples. Com a pandemia, a política – como outras coisas – está ficando para segundo plano, pelo menos aparentemente já que tem acontecido reuniões entre líderes e autoridades políticas para ajustar futuras candidaturas para as eleições de 2022.

No cenário atual estamos com candidaturas pré-estabelecidas de governadores de São Paulo e Rio Grande do Sul. Mas fica a pergunta: eles têm força política para atrapalhar os medalhões políticos do Brasil?

Vamos aguardar, mas eu acredito que são muito pequenas as chances deles terem uma aceitação e intenção de voto dos eleitores brasileiros.

Renato Genro Vielmo

Leave a Reply