Um Gauchão cobiçado em 2022

Um Gauchão cobiçado em 2022

O Campeonato Gaúcho de Futebol, tradicionalmente apelidado de Gauchão, promete ser dos mais cobiçados dos últimos tempos. E não só pelos clubes do interior. Muito desvalorizado um tempo atrás, quando era visto com desdém e tratado como “cafezinho”, nosso ruralito marca a abertura de uma temporada em que não só os clubes do interior se empenharão ao máximo para conquistá-lo. Esse ano a dupla Gre-Nal tamb[em entra nessa briga para ter o caneco em sua galeria.

Rebaixado pela terceira vez no Brasileirão, o Grêmio só pensa em voltar à elite o mais rápido possível, mas manter a hegemonia conquistada nos últimos anos já é uma maneira de mostrar ao torcedor que o caminho trilhado pela direção está correto. A trajetória começa com o time de transição, mas na hora do “vamos ver” os medalhões irão a campo. Se deixar o caneco escapar, Mancini pode nem ficar para a disputa da Série B.

Já para o Inter, que ficou devendo em 2021 e precisa ir além de comemorar o rebaixamento do rival, o título do Gauchão também significaria uma retomada, pois a última vez que o conquistou foi no longínquo 2016. Dentro daquele perspectiva que sempre uso de que como no jogo de truco “a primeira é em casa e o resto é grito”, com o caneco o Colorado ganharia fôlego para que o novo técnico possa implantar seu trabalho, com uma pressão a menos. Ficar na fila mais um ano já seria uma pedra no sapato para a sequência do Cacique no Beira-Rio.

Assim sendo, aposto num Gauchão acima da média em relação ao mais recentes. Sem desprezo e com muitas ganas de levá-lo pra casa. E isso que só falei de dupla Gre-Nal. Pode-se incluir nessa concorrência também o Juventude, sem menosprezar, claro, outros clubes do interior que também podem incomodar, mas sem as mesmas chances do Papo, que cresceu muito com a permanência na Série A e pensa o futebol diferente para 2022.

Leave a Reply