Guia sobre a Copa São Paulo de Futebol Júnior: Campeões, revelações, e outras informações

Guia sobre a Copa São Paulo de Futebol Júnior: Campeões, revelações, e outras informações

A Copa São Paulo de Futebol Júnior 2022, será a 52ª edição da “Copinha”, com início neste domingo 02 de janeiro, e final marcada para 25 de janeiro, data do aniversário da cidade de São Paulo. Em virtude da pandemia do COVID-19, a edição de 2021 não ocorreu. O último campeão da Copinha, foi o Internacional que derrotou seu arquirrival Grêmio, na disputa dos pênaltis.

A maior competição de base do Brasil acontece desde 1969 é uma das mais chamativas do início do ano do calendário nacional, a edição deste ano, contará com 128 clubes e 32 sedes espalhadas pelo estado de São Paulo. A seguir, as informações da competição, desde os campeões as principais revelações, entre outras informações.

CAMPEÕES

Corinthians é o maior campeão da Copinha com 10 conquistas: Foto – Marcos Ribolli
  1. Corinthians – 10
  2. Fluminense – 5
  3. Internacional – 5
  4. São Paulo – 4
  5. Flamengo – 4
  6. Santos – 3
  7. Atlético-MG – 3
  8. Ponte Preta – 2
  9. Nacional-SP – 2
  10. Portuguesa – 2
  11. Juventus-SP – 1
  12. Cruzeiro – 1
  13. Vasco da Gama – 1
  14. Guarani – 1
  15. América-SP – 1
  16. América-MG – 1
  17. Paulista – 1
  18. Roma Barueri – 1
  19. Marília – 1
  20. Santo André – 1
  21. Figueirense – 1

CURIOSIDADE: Palmeiras, Grêmio e Botafogo são as equipes do top 12 do Brasil que não conquistaram a Copinha.

PRINCIPAIS REVELAÇÕES

Hoje no Manchester City, Gabriel Jesus jogou a Copinha pelo Palmeiras em 2015: Foto – Jovem Pam

Casagrande (Corinthians) – Copa SP 1980

Neto (Guarani-SP) – Copa SP 1983

Raí (Botafogo-SP) – Copa SP 1983

Marcelinho Carioca (Flamengo) – Copa SP 1990

Djalminha (Flamengo) – Copa SP 1990

Paulo Nunes (Flamengo) – Copa SP 1990

Deco (Corinthians) – Copa SP 1997

Kaká (São Paulo) – Copa SP 2001

Vagner Love (Palmeiras) – Copa SP 2003

Willian (Corinthians) – Copa SP 2005

Neymar (Santos) – Copa SP 2008

Casemiro (São Paulo) – Copa SP 2010

Lucas Moura (São Paulo) – Copa SP 2011

Marquinhos (Corinthians) – Copa SP 2012

Gabriel Jesus (Palmeiras) – Copa SP 2015

Vinícius Júnior (Flamengo) – Copa SP 2017

Gabriel Martinelli (Ituano) – Copa SP 2019

EQUIPES ESTRANGEIRAS NA COPINHA

O Pérolas Negras, do Haiti, jogou a Copinha em 2016 e 2017: Foto – Vitor Madeira

A competição contou com algumas equipes estrangeiras durante as mais de 50 edições da competição, algumas tradicionais do futebol sul-americano como Boca Juniors e Vélez Sársfield da Argentina, Peñarol do Uruguai e Cerro Porteño do Paraguai. Gigantes como Bayern de Munique, também se fizeram presente na Copinha, assim como equipes da Ásia e Oriente Médio, Nagoya Grampus Eight ,Yomiuri Verdy e Kashiwa Reysol (ambos do Japão), Al-Hilal da Arábia Saudita e as equipes sub-20 do Japão e da China. A Providencia do México participou da competição em 1980, assim como o Pérolas Negras do Haiti, que participou de duas edições, 2016 e 2017.

ALGUMAS DAS CURIOSIDADES SOBRE A COPINHA

– Apenas em cinco edições a competição não teve equipes paulista fazendo a final.

– A Copinha não ocorreu em dois anos neste período. Em 1987, por falta de interesse do então presidente Jânio Quadros, e em 2021, em virtude da pandemia da COVID-19.

– O estádio do Pacaembu foi o que mais sediou finais da Copinha, sendo 36 edições. Curiosamente neste ano, a competição não será realizado no estádio, devido estar interditado para obras.

– Em nove oportunidades, o campeão teve 100% de aproveitamento.

COPINHA 2022

Slogan da Copinha 2022

A competição deste ano, como informado anteriormente, contará com 128 clubes, divididos em 32 grupos, com os dois melhores avançando para as fases eliminatórias. Os canais SporTV farão a transmissão da Copinha, que tem início neste domingo. O local da grande final ainda não foi definido pela Federação Paulista de Futebol (FPF). A maior competição de base do país reunirá os mais diversos jogadores das categorias de base dos clubes, que almejam figurar entre os melhores jogadores do Brasil, e do Mundo, como Neymar, Casemiro e companhia.

Leave a Reply