Reposição salarial e nova secretaria entram na pauta da Câmara

Reposição salarial e nova secretaria entram na pauta da Câmara

A primeira sessão ordinária da Câmara de Vereadores de 2022 deve ser tranquila, já que há apenas um projeto a ser analisado durante a Ordem do Dia e em sessões fora do horário tradicional os parlamentares não costumam usar a tribuna, como ocorre nas segundas-feiras. O agito, se é que podemos chamar assim, tem a ver com os projetos que entram na Casa logo nas primeiras horas. Os de maior repercussão devem ser a reposição salarial dos funcionários públicos municipais (algo próximo de 11%) e a criação de uma nova secretaria, a de Esportes, que, assim que aprovada, será comandada pelo vereador Batista.

Falo destes projetos por serem considerados os principais, mas há uma expectativa de que o número possa passar de 10, talvez até de 15, incluindo alguns do próprio Legislativo, tudo para que os trâmites permitam que estes sejam analisados em uma sessão extraordinária, que provavelmente será convocado para a próxima semana. A pressa tem a ver com a reposição do funcionalismo, pois o valor aprovado precisa ser acrescido à folha de janeiro, paga nos últimos dias desse mês, mas a carona possibilita que outras propostas também sejam analisadas em tempo recorde, já que o recesso de início de ano no parlamento está previsto para iniciar no dia 7, sexta-feira.

A sessão será a primeira presidida por Dionathan Farias, eleito para o cargo no dia 31m após a renúncia de Batista. Com ele também assumem João Alberto, vereador mais votado e futuro presidente, e Cleusa Canterle. Décio Loureiro, que foi vice de Batista e é líder da bancada, permanece na Mesa, onde atuará como segundo secretário.

Os detalhes conto pra vocês durante a sessão, pois amanhã estarei de volta à plateia depois de um ano vivendo a rotina do parlamento pelo lado de dentro. A sessão inicia às 11h, com transmissão em áudio pelo site da Câmara.

Leave a Reply