GAUCHÃO 22: Ypiranga se impõe e vence o Inter no Colosso da Lagoa

GAUCHÃO 22: Ypiranga se impõe e vence o Inter no Colosso da Lagoa

O jejum permanece. O Inter segue sem vencer o Ypiranga sob domínio do adversário. Diante de uma equipe organizada, Alexander Medina, conheceu sua 1ª derrota como técnico do colorado. Placar vantajoso, 3 a 1 para os donos da casa. Com a derrota, o Inter estaciona nos sete pontos, perdendo a liderança do Campeonato Gaúcho para o próprio Ypiranga que chegou aos nove pontos, podendo ainda ser ultrapassado pelo Grêmio que joga amanhã.

Pouco se viu do Internacional desta tarde, que foi ao jogo com o sistema habitual de Medina, o famoso 4-2-3-1, com Edenilson fazendo funções de meia armador (função que D’Alessandro executa). Rodrigo Dourado e Liziero a “tentar” fazer a proteção da defesa e, David na posição de “falso 9” que não lhe favoreceu. Medina tentou mesclar alguns jogadores, dar oportunidades a outros. Caio Vidal recebeu nova chance para tentar retomar o futebol que apresentou sob comando de Abel Braga. A dor de cabeça maior no momento é a carência na lateral-direita uma vez que o jovem Heitor apresenta excesso de afobação e, deixa muitos espaços defensivamente. Certamente com a chegada de Fabrício Bustos, a posição será suprida. Assim como havia sido na estreia contra o Juventude, Daniel fez boas defesas que evitaram um placar mais elátisco.

Do outro lado, há de se exaltar o bom trabalho de Luizinho a frente do Ypiranga, inclusive, entrará forte novamente na disputa da Série C dste ano para buscar o acesso que escapou no ano passado. Time, do bom goleiro Edson que foi campeão da competição nacional ano passado com o Ituano e, que já mostrou suas credenciais ao defender pênalti de Edenilson. Também tem de ressaltar que é uma das equipes do interior que mais podem incomodar a dupla Gre-Nal lá no final.

Em jogo de emoções no 1º tempo, melhor para os donos da casa: Douglas Demoliner/Agencia RBS

JOGO

Com novidades na escalação, nas entradas de Liziero e Caio Vidal e David fazendo função de “falso 9”, o Inter começou sofrendo pressão da equipe de Erechim, que logo nos primeiros minutos teve pênalti não marcado ao seu favor de Heitor em Rodrigo Carioca, lance que o árbitro mandou seguir. Na jogada seguinte, foi a vez de Moisés errar na saída de bola, Luiz Felipe finalizou e Daniel espalmou, no rebote o goleiro colorado cresceu na frente de Erick e, fez mais uma defesa.

Três minutos depois, Caio Vidal recebeu dentro da área e sofreu pênalti. Edenilson, capitão do time na partida, foi para bola, cobrou a meia altura e Edson defendeu. O Inter não se abalou, e aos 15, Boschilia tabelou com David, encobriu o goleiro do canarinho, porém, acertou o travessão. Aos 23, em um lindo chute de fora da área, o volante Lorran bateu colocado e acertou lá onde a coruja dorme, sem chances para Daniel. No minuto final da 1ª etapa, Heitor recebeu pelo lado direito, chutou cruzado e Bruno Méndez sozinho no meio da área estufou as redes do Ypiranga, levando o empate para o intervalo.

Bruno Mendéz marcou seu 1º gol pelo Inter: Ricardo Duarte/Internacional

No 2º tempo, o Inter voltou mais do mesmo, e logo aos 6 sofreu o segundo, após Erick receber nas costas da “avenida” Heitor, e bater cruzado. No minuto seguinte, Erick novamente, disputou com a zaga colorada dentro da área, limpou Daniel e completou para as redes, fazendo o terceiro. Vendo a situação bem desfavorável, “El Cacique” promoveu as entradas de Mercado, Maurício, Wesley Moraes e D’Alessandro, nas vagas de Heitor (inclusive saiu aplaudido ironicamente pela torcida dos donos da casa) Liziero, Caio Vidal, e Boschilia. Por fim, pouco alterou o panorama do jogo que seguiu com o time da casa obtendo mais oportunidades de ampliar ainda mais o placar, parando em boas intervenções de Daniel.

O Ypiranga foi a campo com: Edson; Gedeíson, Carlos Alexandre, Marcão (Windson) e Diego Porfírio; Falcão e Lorran (Guilherme Amorim); Matheus Santos, Luiz Felipe (Robson) e Erick (Guilherme Beléa); Rodrigo Carioca (Jefferson). Técnico: Luizinho Vieira

O Internacional foi a campo com: Daniel; Heitor (Mercado), Bruno Méndez, Victor Cuesta e Moisés (Paulo Victor); Rodrigo Dourado e Liziero (Wesley Moraes); Edenilson, Boschilia (D’Alessandro) e Caio Vidal (Maurício); David. Técnico: Alexander Medina

O próximo compromisso do Ypiranga, será na quinta-feira, às 21h30, no Alfredo Jaconi, contra o Juventude. Já o Inter jogará 24h antes, frente ao Novo Hamburgo, no Beira-Rio.

Leave a Reply